Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kate Sotero

27
Ago17

O Perigo dos Lacticíneos

Kate

  Hoje venho escrever-vos sobre um assunto que ainda incomoda um bocadinho, mas que sinto ser importante falar para termos consciência das escolhas que fazemos todos os dias. Vamos falar sobre o leite...

 

Segundo estudos recentes realizados pela "World cancer research found international"  os países com as taxas mais altas de cancro são os que mais consomem lacticíneos. Entre eles destacam-se em 1º lugar a Dinamarca, em 2º lugar a França, em 3º a Austrália e em 4º a Bélgica.

 

sem nome.png

 

  O leite contém cerca de 38 hormonas de crescimento, sendo que uma delas a IGF-1 (que tal como o estrogénio e a progesterona encontra-se presente no nosso sangue sendo responsável pelo crescimento), até à puberdade esta hormona é imprescindível no desenvolvimento dos ossos, e nas mulheres pela parte da menstruação e desenvolvimento dos seios. A partir desta fase os níveis desta hormona começam a decrescer. O consumo continuado de lacticíneos, leva a que a hormona IGF-1 continue a expandir as células não permitindo assim as células natural killers fazerem o processo de apoptose. Em 1998 um estudo realizado pela Brigham and Women's Hospital and Harvard Medical School em Boston, mostrou que quanto maior a concentração desta hormona no sangue em mulheres na fase pré-menopausa, maior o risco de desenvolverem cancro da mama.

 

Outro estudo realizado pela Universidade Umea na Suiça (Umeå University Hospital) em 2004, mostra-nos que os riscos de cancro da próstata aumentam quando existe uma maior concentração da IGF-1 no nosso sangue.

 

 O mesmo se passa em relação ao cancro dos ovários, o estudo realizado em 1989 pela Brigham and Women's Hospital, Obstetrics and Gynecology Epidemiology Center, comprovou que o consumo de lacticíneos está relacionado com o desenvolvimento do cancro dos ovários.

 

  Então como substituir o leite que muitas vezes está presente no nosso dia-a-dia desde crianças? Aquele copo de leite que aconchega as dores de garganta à noite com mel, aquela taça de cereais antes da escola, ou aquele leite-de-creme que a avó fazia e que hoje a esposa faz nas ocasiões especiais...

 

  Hoje em dia existem várias opções no mercado de bebidas Vegetais como a bebida de amêndoa, caju, espelta, kamut, quinoa, arroz que de preferência devem ser biológicas.

 Partilho convosco um vídeo com a receita do Leite de Amêndoa e Côco:

 

 

 

 

Com Amor,

Kate

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D